Desafio Jovem

desafioJovem

Desde 1978 a recuperar vidas ligadas a dependências, o Desafio Jovem acolhe pessoas. E são as pessoas que contam.

Desde há alguns anos a colaborar de forma voluntaria com o Desafio Jovem de Portugal, várias têm sido as iniciativas em que Andrea Ramos se envolve.

Uma delas é o Ateliê. Sentiu que tinha que fazer algo com as próprias mãos. Foi nesse espaço que começou a trabalhar voluntariamente dispondo de 1 dia por semana para doar esse tempo ao DJ em Fanhões. Esta é uma forma de rentabilizar recursos materiais e de sustentabilidade, peças são criadas para depois serem vendidas e o valor reverter a favor da organização. Também «Antes da pandemia, juntava senhoras idosas voluntárias para costurar bonecos, corações, elásticos do cabelo, etc.».

Outras formas de ajuda são: divulgar os artigos solidários junto de amigos e na sua página do projeto Pintas de Felicidade, apoio na feira Natalis em Lisboa, confeção e venda de bolachas solidárias e participação noutras campanhas solidárias que o DJ realiza. Desafia ainda senhoras que saibam trabalhar com lãs doadas ao DJ para fazer peças de bebé que depois se possam vender. No início da pandemia começou a costurar máscaras solidárias e participou na iniciativa da Câmara Municipal de Torres Vedras com a Manta de retalhos.

«Há gestos pequenos que contam. Há detalhes que importam.» Esta é uma frase onde a autora se revê a cada dia e espera continuar a motivar pessoas para o voluntariado pois como diz «Não podemos mudar o mundo mas podemos mudar o mundinho à nossa volta».